O Princípio

A importância dos lasers na medicina tem aumentado cada vez mais

Para além da utilização bem conhecida dos lasers em intervenções cirúrgicas (“laser quente”), o laser frio também tem ganho igual importância.

A introdução, em 2001, de sistemas laser multicanais modernos (com até 12 lasers) revolucionou a terapia laser médica, uma vez que os lasers altamente focados (“agulhas laser”) proporcionaram um grande aumento nas profundidades de penetração, conseguindo-se, para além disso, variados efeitos reparadores nos tecidos através de uma combinação de diferentes comprimentos de onda laser (lasers vermelhos, infravermelhos, verdes e azuis).

Estamos empenhados na investigação continuada e no desenvolvimento técnico do laser e, como resultado disso, este pode agora também ser aplicado diretamente dentro de tecido danificado, permitindo deste modo uma opção de tratamento mais eficaz de sintomas particularmente resistentes a terapias (lesões da coluna vertebral, hérnias discais, artroses das articulações, etc.).

Por seu lado, a utilização da terapia laser intravenosa (“tratamento laser do sangue”) leva a uma estimulação geral, otimização do metabolismo e reforço da imunidade, oferecendo assim uma via de tratamento muito eficaz de várias doenças resistentes a terapias.

Os efeitos clínicos bem documentados em muitos estudos bem como uma elevada aceitação por parte dos pacientes levaram desde então a uma forte expansão global e alargamento do espetro de tratamentos.

Aplicação indolor da terapia laser externa
Terapia da dor utilizando um aplicador especial
Tratamento intra-articular
Terapia laser intersticial
Terapia laser intravenosa (“tratamento laser do sangue”)